Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blogaridades

À Bolina Pela Vida... Irónico contra os ventos surumbáticos, sério contra os ventos irresponsáveis, iconoclástico contra os ventos dogmáticos, e politicamente incorrecto sejam quais forem os ventos...

Blogaridades

À Bolina Pela Vida... Irónico contra os ventos surumbáticos, sério contra os ventos irresponsáveis, iconoclástico contra os ventos dogmáticos, e politicamente incorrecto sejam quais forem os ventos...

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

MEDIDAS DO TRAMPA

por bolinando, em 29.01.17

Resultado de imagem para funny Trump

Trump só desiludiu os pobres de espírito que julgavam que "aquilo é só pose", "é só para ganhar o voto dos labregos"...

Nada disso aconteceu. Para já, o resultado está a sair ainda pior que a encomenda.

As recentes medidas contra os nacionais de países muçulmanos é bem prova disso. Mas ouvi uns zun-zuns de que Trump tem ainda mais medidas na manga (ou debaixo da melena, onde cabem ainda mais).

Por exemplo, prepara-se para banir todos os nomes começados por Al, que Trump e os seus conselheiros associam de imediato à língua árabe utilizada pela maioria dos muçulmanos. Assim, por exemplo o mítico forte Alamo, símbolo da resistência dos americanos contra os mexicanos na era a.m. (antes do muro), passará a ser designado por Forte Amo (o que agrada sobremaneira ao lobby dos fabricantes de armas e munições. E daqui para a frente o grito que vai ouvir-se será "Remember the Amo!).

Também o estado do Alabama passará a ser designado por Estado do Abama. Mas neste caso, Trump desconfia da sonoridade do nome e, pelo sim pelo não, vai construir um muro todo em volta do Estado. E já disse que vai ser pago a prestações pela pensão de reforma do ex-Presidente Obama.

Também a circulação vai sofrer alterações. Devido ao estado de graça com os ex-colonialistas britânicos da era pós-Brexit e em homenagem à sua amiga Teresa May, compatriota da primeiro-ministra Theresa May, a circulação nas estradas americanas vai passar a ser feita pela esquerda... para os americanos. Os emigrantes, para mais facilmente serem identificados, continuarão a circular pela direita.

Ainda sobre a aproximação com os ingleses, especula-se que brevemente Trump convocará uma conferência de imprensa no Rancho das Coelhinhas na qual revelará (numa piscina gigante e entre "golden showers" e hot-dogs) o novo slogan da sua presidência, acompanhado da sua musa inspiradora, a Teresa May (a actriz, não a primeiro-ministro), o qual será: "Yes, we May!"

Outra medida anti-muçulmanos de Trump vai ser disseminar pelo país setas de direcção como as da imagem, destinadas a confundir os muçulmanos sobre para onde deverão virar-se para rezar. 

MECA SIGN.jpg

 Em suma, cada vez é mais difícil distinguir entre o estilo governativo de Trump e o de Saddam Hussein. Neste momento já só uma coisa os diferencia: Saddam falava inglês melhor.

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D