Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blogaridades

À Bolina Pela Vida... Irónico contra os ventos surumbáticos, sério contra os ventos irresponsáveis, iconoclástico contra os ventos dogmáticos, e politicamente incorrecto sejam quais forem os ventos...

Blogaridades

À Bolina Pela Vida... Irónico contra os ventos surumbáticos, sério contra os ventos irresponsáveis, iconoclástico contra os ventos dogmáticos, e politicamente incorrecto sejam quais forem os ventos...

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

"CAVALLINO RAMPANTE" OU BURRO NAS COUVES?

por bolinando, em 04.01.17

burrari.jpg

 

Como sportinguista e cristão estou a experimentar um terrível dilema teológico: Tivemos um Jesus que foi crucificado para remissão dos nossos pecados e agora temos outro que nunca mais é crucificado, para mal dos nossos pecados!

Vamos ser claros e honestos, o Sporting é eliminado com um penálti inexistente. Que nem tem nada a ver com um hipotético toque do Douglas no Edinho. O que o árbitro assinala é uma falta ao Coates e até lhe mostra um amarelo, quando o Coates nem toca no Edinho.

Mas a verdade é que o Sporting não merecia, nem fez nada, para ganhar o jogo. 

Tudo começa pela escolha da equipa. Então para um jogo onde se decide a passagem às meias-finais de uma taça que direcção e treinador disseram querer ganhar, contra uma equipa que este ano já roubou pontos ao Benfica e ao Porto, em casa dessa equipa, entra-se em campo sem o Rui Patrício, o Ruben Semedo, o Adrian, o Gelson e o Dost??!! De acordo com o boletim clínico a única dessas baixas por lesão seria o Rui Patrício... Desta vez o nosso genial Jesus decidiu poupar os jogadores para as competições europeias (de onde conseguiu tirar-nos)? Ou será para os poupar para o jogo muuuuuuuuitissimo mais importante contra o Feirense? 

Até as substituições foram de mestre. Tirar um trambolho com pernas chamado Castaignos para o substituir por outro trambolho com pernas um pouco mais escuro chamado André Filipe e deixar de fora o Adrian é de mestre!

Mas claro, há que rodar os craques que o génio comprou, como esses Castaignos e André, o Markovic, o Elias, além do Bruno César, do Bruno Paulista, do Zeegelar, do Petrovic, e mais uns trezentos, ou pelo menos da loja dos trezentos. 

Na primeira parte o Setúbal podia ter saído a ganhar por dois ou três. Na segunda parte lá entraram o Gelson (o nosso abono de família) e o Dost e as coisas lá equilibraram um pouco. 

Mas o mais grave é a atitude. 

Mal empatámos o jogo viu-se claramente que estávamos satisfeitos com o resultado, porque nos dava a passagem às meias-finais. E isso é uma atitude que eu não posso aceitar de nenhum clube que se queira grande, em particular do meu Sporting! Não é preciso ser bacharel em futebol para perceber que até contra equipas mais poderosas, como o Real Madrid, o Sporting brilhou por ter jogado para ganhar... e quase o conseguiu. Agora, contra equipas "inferiores", é ainda mais inadmissível essa atitude. 

E não compreendo o comportamento e linguagem corporal da jesuítica criatura. No Benfica corria a linha lateral toda, gesticulava, berrava com os jogadores, dava-lhes ordens, zangava-se com eles... Agora no Sporting cada vez mais o vejo parado, com ar sorumbático, ou absorto, parecendo estar a pensar o jogo. E isso assusta-me pois sei que é matéria em que não é muito versado.

Em determinado momento fiquei com a ideia que gastava mais tempo e energia em "jogos florais" e exercícios do mais puro narcisismo "Microfone meu, microfone meu, diz-me se há algum treinador melhor do que eu!" do que a treinar a equipa.Incapaz de produzir "sound bytes" vomitava bitaites. Qual Abbot e Costello, o presidente tweetava e ele debitava! E o rendimento da equipa patinava. 

Alguns jogadores desciam abruptamente de forma. Como o William Carvalho. Era um craque. Agora parece uma vítima do crack. Hoje, por exemplo, deve ter sido o jogador que mais passes falhou. Ou o Bryan Ruiz do ano passado que em comum com o Bryan Ruiz deste ano só tem o nome. 

O facto é que a teimosia de Jesus não tem limites. Por exemplo, teima em continuar a jogar para um Slimani que já não está lá. E Dost não é Slimani, Nem poderá nunca ser! Mas o ego de Jesus não tem limites e impede-o de assumir os erros e mudar. Aliás nem os vê, de tal forma está empenhado em olhar para o próprio umbigo que é enorme. Aliás, acho que Jesus não tem umbigo, tem meia-dúzia de bigos, pelo menos.

O resultado prático de tudo isto é que começa a parecer-me que Jesus veio para o Sporting para continuar a dar títulos ao Benfica, apesar de segundo ele, ter lá deixado a organização, os esquemas, os programas, o esqueleto, presumo que até as toalhas de bidé.

E o mais grave é que criou um mundo de fantasia em que se movimenta convencido de que é a realidade. Por exemplo, hoje teve a lata de em entrevista à SportingTV dizer que na segunda parte o Sporting jogou muito bem. Se aquilo é a sua noção de "jogar bem", então não serve para treinador do Sporting! 

Não, Jesus, o Sporting não jogou bem, o Sporting não criou as "inúmeras" oportunidades de golo de que ele fala e que só ele viu e as poucas que criou não soube, por manifesta azelhice das "estrelas" que contratou, concretizar. 

O Sporting jogou para o empate e lixou-se. É bem feito para Jesus e injusto para os sportinguistas que gostam de ver a equipa a jogar bom futebol e não a lutar pelo empatezinho com o Setúbal (equipa que muito estimo e que a partir de agora espero que ganhe a Taça da Liga).

Lamento também a não comparência de responsáveis nas entrevistas no fim do jogo. É uma atitude que não se enquadra na maneira de estar do Sporting.

Eu sei que hoje não haveria "volta de honra", mas devia haver responsáveis a dar a cara por esta eliminação que, repito, só acessoriamente se deve a um penalty mal assinalado. 

Resultado de imagem para ferrari funny

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D